A Bacia e a Toalha: Santidade e Serviço (1)

CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR O GUIA EM PDF.

ouvidos-atentos

Neste domingo começamos uma minissérie em duas partes, “A Bacia e a Toalha: Santidade e Serviço”, continuando nossa série “Podes Crer” do evangelho de João. Em João 13.1-20, observamos o início do período de conferência do ministério de Jesus. Após ocultar-se das multidões (12.36b), Jesus deu algumas instruções finais para os Seus discípulos em particular, e estes foram registrados nos capítulos 13-17 do evangelho.

Os primeiros três versículos servem para construir a cena: Jesus estava a sós com os Seus discípulos, “pouco antes da festa da Páscoa”. Ele entendia que em pouco tempo Ele seria crucificado, ressuscitaria e ascenderia aos céus. Sabia que nesta altura Judas já havia sido induzido por Satanás para traí-Lo. Tudo estava pronto para o grande momento da Sua morte.

E então Ele fez algo inesperado: “tirou sua capa e colocou uma toalha em volta da cintura. Depois disso, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos seus discípulos, enxugando-os com a toalha que estava em sua cintura” (vv. 4, 5). O Mestre se tornou escravo e prestou o serviço humilde de um mero servo! Não é surpreendente que Pedro reagiu.

Vimos que Pedro primeiro reagiu pela sua ignorância: ele não sabia porque Jesus estava fazendo aquilo, e isso o levou a questionar o plano de Cristo. Sua ignorância o levou à resistência, de abertamente recusar o que Jesus estava oferecendo. Quando Jesus o advertiu sobre o perigo da desobediência, ele respondeu com insistência que Jesus então fizesse até mais do que oferecia fazer. Podemos enxergar na reação de Pedro algumas lições importantes sobre as nossas atitudes e nossos comportamentos acerca do plano de Deus revelado nas Escrituras.

coracoes-abertos

Vamos aplicar o que aprendemos da reação de Pedro à nossa vida espiritual.

Ignorância. Leia 2 Pedro 1.3 (NVI) e preencha os espaços: “Seu divino poder nos deu todas as coisas de que necessitamos para a _______ e para a _____________ [que significa refletir o Seu caráter e Seus valores], por meio do pleno ________________ daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude”. Se não entendemos o plano de Deus numa situação específica, devemos questioná-Lo? Será que Deus se esqueceu de alguma coisa? Ou será que nós ainda não procuramos o suficiente na Sua revelação para saber o que Ele já revelou que responde à nossa situação? Quando confiamos na Sua Palavra, demonstramos fé, e o resultado da fé é _________________ de acordo com Tiago 1.2-4?

Resistência. Quando não demonstramos paciência com Deus e o Seu plano, é fácil sermos resistentes ao Seu plano. Essa forma de desobediência pode ser sutilmente traiçoeira, pois parece até que estamos sendo justos: “certamente Deus não me pediria isso!” Leia 1 João 5.3 (NVI) e preencha os espaços: “Porque nisto consiste o _________ a Deus: ________________ aos seus mandamentos. E os seus mandamentos não são pesados”. Qual é a resposta para a nossa resistência? O que demonstramos quando obedecemos?

Insistência. O erro da segunda resposta de Pedro é mais sutil ainda, pois se um pouco é bom, mais não seria melhor? O problema é que Deus sabe exatamente o que faz. Quando nós insistimos em servir a Deus da forma que nós achamos melhor—“sei que a Bíblia diz ‘x’, mas eu entendo da forma ‘y’—estamos confiando na suficiência de Cristo e Sua Palavra? Quais são alguns exemplos disso em nossa vida? Leia Rm 11.34 (NVI) e preencha os espaços: “Quem conheceu a ________ do Senhor? Ou quem foi seu ______________?” Quando nós insistimos no nosso plano acima do plano dEle, o que estamos dizendo, realmente?

maos-estendidas

Vamos aplicar o que aprendemos da reação de Pedro à nossa vida diária.

Ignorância. Numa folha de papel, aliste todas as áreas da sua vida onde você mais questiona o plano de Deus. (Ex.: na dinâmica do casamento; na criação de filhos; nas finanças; na tomada de decisões; etc.). Analise cada item, e pergunte a si mesmo:

O problema é falta de conhecimento da Palavra acerca desta área? Procure examinar as Escrituras para achar e entender o que Deus revela sobre cada área.

O problema é falta de fé? Ou seja, você sabe o que a Bíblia diz, mas sua reação às circunstâncias demonstra que você não crê suficientemente para aplicar o ensino à situação. Determine meditar sobre a resposta bíblica e em Cristo, com a ajuda do Espírito Santo, aplique-a à sua situação!

O problema é falta de paciência? Você sabe o que a Bíblia diz, mas está sendo impaciente porque não entende exatamente o que Deus está fazendo? Está na hora de exercitar a sua fé, pois isso resulta em mais paciência/perseverança!

Resistência. Aliste qualquer área de sua vida onde você enxerga que está resistindo as instruções de Deus. Reconheça isso como pecado, confesse a Deus. Demonstre o seu arrependimento e obediência ao obedecer a Sua Palavra em amor.

Insistência. Procure entender e alistar as áreas de sua vida onde você está insistindo no seu próprio plano ou entendimento acerca da vontade de Deus. Reconheça isso como pecado, confesse a Deus. Demonstre o seu arrependimento e obediência ao confiar na suficiência do plano de Deus em Jesus Cristo.

mentes-ocupadas

Dia 1

João 13.1-20

Dia 2

Filipenses 2.1-11

Dia 3

2 Pedro 1.1-9

Dia 4

1 João 5.1-5

Dia 5

Romanos 11.33-36

Dia 6

Provérbios 3.1-10

Dia 7

1 Coríntios 2.14-16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *