Jesus e o Paralítico de Betesda (3): Jesus x “Os Judeus”

Clique aqui para visualizar o guia em PDF.

Ouvidos Atentos

Neste domingo, na série “Podes Crer”, terminamos o nosso estudo da cura do paralítico de Betesda do capítulo 5 de João. Na primeira semana, examinamos a cura em si. Na segunda mensagem, vimos que a liderança religiosa dos fariseus, saduceus, escribas, e peritos da lei (que o Evangelista denomina apenas como “os judeus”) acusou Jesus de duas coisas sérias: 1) na sua visão, Ele havia violado o sábado; e 2) ao se identificar como o Filho de Deus, Ele estava se igualando a Deus! Na Sua resposta, Jesus reafirmou a Sua declaração: Ele é o Filho de Deus. Nesta terceira mensagem, vimos que Ele apresentou cinco testemunhas para testificar a Seu respeito.

A primeira testemunha que Ele apresentou foi Ele mesmo. Nesta passagem, Ele declarou que entendia que os judeus não aceitariam o Seu testemunho a respeito de si mesmo, mas veremos no cap. 8 que Seu testemunho é válido. A segunda testemunha foi o Batista, o primeiro profeta em Israel em 400 anos. Estes líderes respeitaram o Batista, e até o questionaram para saber se ele era o Messias, mas ele apontou para Jesus como o Cordeiro de Deus (como vimos no primeiro capítulo). Embora respeitassem o Batista, Jesus estava os acusando de ignorar o seu testemunho a respeito dEle. Jesus apresentou a Sua obra, que se refere tanto aos milagres que fazia, como a mensagem que pregava, mas se completaria na cruz. Era esta obra que os judeus estavam questionando naquele momento. A quarta testemunha que Ele apresentou foi Deus Pai, que ao longo do Seu ministério, falou audivelmente do céu três vezes (embora nem todos entendessem). Finalmente, Ele declarou que as Escrituras serviam de testemunha; assim o próprio Moisés testificava a Seu respeito, e aqueles seguidores de Moisés não queriam O seguir.

Jesus respondeu aos judeus com duas contra-acusações: a sua falta de fé era porque eles rejeitavam a glória de Deus para dar glória a si mesmos, e porque eles se recusavam a acreditar a Palavra revelada de Deus sobre Jesus Cristo.

Corações Abertos

Vamos aplicar o que estudamos à nossa vida espiritual.

É muito fácil acusar os fariseus por sua hipocrisia e falta de fé. Mas se formos sinceros sobre a nossa vida e fé, será que somos tão diferentes? Convém examinar a nossa fé à luz destas duas contra-acusações de Jesus:

Eles aceitavam a glória dos homens, mas rejeitavam a glória do Filho de Deus, enviado por Deus.

Você vê esta dinâmica acontecendo no mundo evangélico ou no meio cristão? Pessoas sendo exaltadas e glorificadas ao invés de apontar para Aquele a quem é devido toda a honra e glória, o Filho enviado pelo Pai?

Quais seriam alguns exemplos disso hoje? (Assista este vídeo da pregação de Paul Washer.)

Qual a sua reação? Mesmo que você não concorde com a maneira que ele falou, você vê a diferença entre esta mensagem e a mensagem daqueles priorizam pessoas acima de Deus e Sua Palavra?

Jesus declarou que as prioridades daqueles líderes estavam impedindo a sua fé. Você enxerga alguma área da sua vida—família, carreira, estudos—em que você está priorizando pessoas acima da pessoa de Cristo?

Eles estudavam e conheciam as Escrituras, mas não acreditavam na Palavra escrita de Deus sobre a Palavra encarnada de Deus: Jesus Cristo!

Jesus disse que eles “estuda[vam] cuidadosamente as Escrituras” (5:39). Talvez se vivessem nos dias de hoje, eles seriam os líderes mais compartilhados nas redes sociais. Mas isso não fazia deles crentes na Palavra que estudavam. A salvação está em Cristo; as Escrituras servem como ferramenta para apontar para Ele.

Hoje há uma manifestação inversa desta hipocrisia: pessoas que se dizem crentes—creem em Cristo—mas ignoram a Palavra de Deus. Os dois estão inseparavelmente interligados: não há como acreditar na Palavra e não crê em Jesus como o Filho de Deus, nem como crê nEle sem que seja revelado a você pela Palavra de Deus!

Mãos Estendidas

Esta mensagem focou no testemunho sobre Cristo. Jesus os confrontou com sete testemunhas irrefutáveis: Ele mesmo, Seu profeta (o Batista), Sua obra, Seu Pai, Sua Palavra (5.31-47), Seu Espírito e os Seus Discípulos (15.26, 27).

Você sabe dar o seu testemunho sobre como Deus salvou a sua vida?

Sua tarefa esta semana é escrever o seu testemunho. Claro que sua história será diferente das histórias dos outros, mas para ser a mensagem completa do evangelho, alguns elementos são necessários: precisa ter a visão correta de Deus, do homem, de Cristo, e exigir uma resposta à mensagem ao evangelho.

A Bíblia declara a existência do Deus todo-poderoso, Criador de tudo que existe, que fez o homem à Sua imagem e semelhança. Deus é a definição de santidade, amor, e justiça (retidão), e o homem deveria refletir isso. O homem, porém, desobedeceu a Deus, e portanto cada um de nós seres humanos nasce sob o pecado, e já condenados à morte física do corpo, e à morte eterna, a separação eterna de Deus. Mas em Cristo, Deus ofereceu a única solução possível: Jesus Cristo, Deus-Homem, o único capaz de viver perfeitamente e levar sobre si todo o pecado do mundo. Ele veio à terra, viveu entre nós, foi crucificado, sepultado, e ao terceiro dia, ressuscitou, voltando para Deus Pai, e prometendo levar os seus a uma eternidade com Ele e o Pai. A obra da salvação é completamente de Deus, mas Ele pede do homem uma resposta: a fé na obra dEle. Por isso diz na Bíblia que somos salvos pela graça, mediante a fé (Ef 2.8, 9). O Evangelista, sob a inspiração do Espírito Santo, escreveu o seu evangelho para que o leitor creia (fé) que Jesus é o Filho de Deus, e crendo (fé), tenha vida (graça) em Seu nome (20.31).

Agora, presumindo que você já ouviu e creu na mensagem do evangelho, adapte estes elementos na sua história: “…foi assim, que eu entendi que Deus condena o pecado, e que eu era um pecador…” ou “quando falaram de Jesus para mim, entendi que Ele é único que pode me reconciliar com Deus…”  Etc.

A segunda parte é simples, mas exige um pouco mais: compartilhe esta mensagem com alguém! Seja a oitava testemunha a respeito da pessoa de Jesus Cristo. Você crê que Ele é o Filho de Deus? Declare isto para alguém, esta semana, e sempre!

Mentes Ocupadas

Nossa leitura bíblica desta semana:

Dia 1

João 5.1-16

Dia 2

João 5.17-30

Dia 3

João 5.31-47

Dia 4

Romanos 10:13-17

Dia 5

João 15

Dia 6

Mt 3.13-17; Mc 1.9-11; Lc 3.21-22

Dia 7

Mt 17.1-8; Mc 9.1-10; Lc 9.28-36

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *