A Grande Família (4): Achando a Lei Perdida no Lar

Clique aqui para visualizar o guia em PDF.

Ouvidos Atentos

Neste domingo, concluímos o estudo “A Grande Família” do mês da família, estudando uma passagem bíblica do tempo dos reis de Judá (2 Reis 22-23).

Na história, vimos que o jovem rei Josias, que havia assumido o trono aos 8 anos, com 26 anos começou uma reforma do templo em Jerusalém, que depois de anos de reis idólatras, estava em séria desordem. Durante esta reforma, acharam um livro: perdido no meio da desorganização do templo estava o livro de Lei! A Palavra de Deus, perdida na “casa” de Deus. Cada rei deveria receber uma cópia desta lei assim que começasse o seu mandato (Dt 17.18). Alguns comentaristas até dizem que esta cópia, que seria feita à mão, deveria ser copiada pelo próprio rei.

A descoberta da lei no templo em si não é tão importante quanto a reação de Josias: Ele acreditou na mensagem da lei de Deus, e portanto entendeu que o povo estava pecando contra Deus, e merecia o juízo por vir. Ele não só acreditou, mas foi movido à ação direta e incisiva: começou um programa de purificação que, pela primeira vez em séculos, levou à destruição completa da idolatria que infectava Israel—a adoração de um panteão de deuses falsos que levou a práticas abomináveis como a prostituição cultual, sacrifício humano (de crianças), e muitas outras práticas pecaminosas.

Mas o que isso tem a ver com a família? Como o povo de Israel, nós corremos o risco de nos perder na religiosidade e achar que Deus é enganado pela prática vazia de alguns comportamentos cristãos, em vez de ter um relacionamento vivo com o Deus santíssimo. Como Israel, podemos colocar uma fachada de religiosidade para esconder idolatria e falsos deuses (ídolos do coração). Como Josias, precisamos voltar a ler e entender a palavra de Deus; precisamos acreditar na Sua mensagem; confessar nossos pecados, nos arrepender deles; e pôr em ordem a nossa vida, o nosso lar e o nosso trabalho.

Corações Abertos

Vamos parar e pensar sobre o que aprendemos, aplicado à nossa vida espiritual:

Como já vimos em outros estudos, o evangelho—as boas novas—é uma mensagem de graça, amor, justiça, e paz, mas ele aponta necessariamente para a desgraça, a ira, a injustiça, e o conflito que existem no mundo caído e corrompido pelo pecado.

Entenda, o evangelho não é uma mensagem de tolerância ao pecado. O amor, a bondade, a misericórdia, e a paciência de Deus não dão permissão a desobediência contínua. Todos os aspectos positivos da mensagem do evangelho vêm justamente pela conquista do pecado na cruz por Jesus Cristo.

Vamos aplicar alguns aspectos da história de Josias à nossa vida:

A lei de Deus estava perdida na desordem do templo negligenciado. Em que áreas de sua vida a palavra de Deus está perdida, ou ainda não penetrou?

O povo de Israel continuava a observar o ritual da religião judaica, sem dar valor a fé que Deus procurava por meio do ritual. Existem práticas e comportamentos na sua vida que são simplesmente para manter aparências? Pecados escondidos por trás da religiosidade?

Israel também cultuava outros deuses falsos. Você tem erguido ídolos do coração em sua vida, e vive como se pudesse continuar a cultuar a Deus e estes deuses falsos? (Veja Ez 14.1-11)

Josias pediu a reforma do templo. Ele ouviu a palavra da lei, e respondeu em obediência à mensagem de julgamento. Você tem examinando o estado do seu templo (sua vida espiritual)? Você conhece a palavra de Deus suficientemente bem para saber o que Ele deseja para sua vida em todas as áreas da sua existência? Quando confrontado pelas verdades duras da palavra de Deus, como você responde?

 

Mãos Estendidas

A história do povo de Israel serve como exemplo para nos ensinar a importância da fé em todas as áreas da nossa vida. Mas não é “fé” no sentido genérico que muitos pensam; é fé em Deus, e na Palavra de Deus, escrita (Bíblia) e encarnada (Jesus).

Muitos seguem o exemplo negativo de Israel, repetindo espiritualmente o que a nação fez historicamente, vivendo num grande círculo de vício ao pecado. Mas homens como Josias brilham no meio da escuridão espiritual como exemplos positivos: homens que ouviram a Palavra, acreditaram na Palavra, e foram movidos à obediência à Palavra.

Tarefa: Quais são as áreas da minha vida que precisamos de uma reforma espiritual?

☐ meu casamento
☐ minha família
☐ minha carreira
☐ minha educação
☐ outra

O que a Bíblia prescreve para estas áreas? Quais os mandamentos (ordens diretas referentes àquela área) ou princípios (verdades que podem ser aplicadas àquela área) que devem direcionar a minha vida? (Obs.: será necessário ler e conhecer a Sua Bíblia, ou livros que apontam para verdades bíblicas para responder esta questão.)

Que ídolos já derrubei na minha vida? Quais ainda precisam ser derrubados?

 

Mentes Ocupadas

A nossa leitura bíblica desta semana:

Dia 1

2 Reis 22

Dia 2

2 Reis 23.1-20

Dia 3

2 Reis 23.21-37

Dia 4

Deuteronômio 17.14-20

Dia 5

Ezequiel 14.1-11

Dia 6

Êxodo 20.1-17

Dia 7

1 Tessalonicenses 1.2-10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *